sábado, 16 de junho de 2012

Acordou

Poema não-rimado


Quando você vê aquela pessoa
E não sente mais borboletas no estômago,
Não sente mais aroma de flores
E o tempo não passa mais lentamente..
É porque você acordou!

Quando ela passa,
Não acontece mais nada.
Nem sinos mais tocam.

A vida segue
Em ritmo acelerado,
Em meio à trivialidades.
Espero que um dia,
Eu volte a dormir
E os sinos voltem a tocar.


                     Fabiano Favretto

Nenhum comentário:

Postar um comentário